Tuesday, March 29, 2011

minha vontade

cuja sabedoria ganhou a guerra alegria desconhecida queima tendo dobrado seu precioso tabaco com o papel será escrita Eu não tenho nenhuma vontade de meu filho e filha Eu não tenho nenhuma vontade de minha família Eu não tenho nenhuma vontade de meus amigos Eu tenho vontade de multidões do mundo Eu tenho vontade de homens e mulheres será que não fala de mim mas as palavras da minha boca natural Tenho lotes de palavras palavras que conteste por não digeri-los palavras que zomba de sua loucura palavras que corrigir o seu caminho palavras que provoca a sua raiva e os blinds em sua diligência palavras que contraria seus princípios deixar de apreciar o seu suborno e oferece a promessa, na condição minha vontade é um elemento indesejável sou apenas um mero canal de sou apenas um servo do Senhor apenas um servo de homens e mulheres o mundo teme apreciando estupidez odiando o canal que transmite amaldiçoando meu bangalô de palavras palavras de prosperidade para o mundo promessas de eternidade e alegria salvar as almas e os espíritos palavras que levam os nossos fardos

No comments: